14 de julho de 2021

Renegociação de Dívidas: Como Funciona e Quando Pedir

Pessoa calculando as contas para fazer nenegociação de dívidas
Compartilhe este Post

Quem tem que saldar dívidas sabe que pode ser uma grande dificuldade dar conta de pagar todas elas, principalmente em momentos de crise como o que estamos vivendo. Pedir a renegociação pode ser uma ótima opção, principalmente para quem não está vendo uma maneira de conseguir continuar pagando a dívida no valor em que ela se encontra. Pensando nisso, reunimos aqui algumas informações sobre como funciona a renegociação e quando você deve pensar em pedir. 

Quando pensar em renegociação? 

A renegociação é uma opção bastante viável para quem está percebendo que a dívida passou de um valor que é possível pagar, ou para quem acumulou muitas dívidas ao mesmo tempo e percebeu que talvez não seja possível dar conta de todas elas. Se você está vendo que vai ser complicado sanar todas as dívidas que você contraiu no último ano, renegociar é uma opção para não deixar a situação se agravar ainda mais. 

Qual o primeiro passo? 

Caso você tenha mais de uma dívida em aberto, o melhor a fazer é organizar suas contas. Coloque no papel quais as dívidas que ainda não foram pagas, quais parcelas ainda faltam e veja quais são as suas prioridades. Dívidas com o valor mais alto em aberto devem ser renegociadas o quanto antes. Caso haja dívidas menores que podem ser pagas antes sem negociação, cuide dessas primeiro. Fazer uma lista de prioridades é importante para que você entenda quais dívidas ainda podem ser pagas e quais devem ser renegociadas o quanto antes.  

Como pedir a renegociação? 

É importante que você se organize o suficiente para que não haja problemas também durante a renegociação. Lembre-se que a partir do momento em que você firma o compromisso pela segunda vez, é muito importante que você consiga pagar, já que é isso que irá limpar seu nome e permitirá que você fique com a sua vida financeira em ordem. Antes de pedir a renegociação, veja como é possível para você pagar essa dívida. Se você tem um dinheiro guardado que te permita pagar tudo à vista com um bom desconto, talvez seja uma boa opção. Caso a única opção seja pagar parcelado, é importante que você defina qual o valor máximo que é possível pagar por mês sem que isso sobrecarregue o orçamento. 

Para pedir a renegociação o ideal é que você vá até o estabelecimento onde contraiu a dívida e converse com o responsável para ver como é possível renegociar a dívida da melhor maneira possível.  

Se você está com problemas financeiros e precisando de um empréstimo de maneira rápida e descomplicada, você precisa conhecer a Limite na Hora. Aqui o empréstimo é feito a partir do limite disponível no seu cartão de crédito e o valor sai na hora, sem complicações. Quer saber mais? Visite nosso site

Compartilhe este post

MÍDIA | NOTÍCIAS SOBRE A  LIMITE NA HORA

Veja o que os veículos de comunicação estão dizendo sobre a Limite na Hora:

Exame - Existe complementaridade entre fintechs e bancos em meio à crise

Revista Economia SA - : O modelo disruptivo de concessão de créditos via limite do cartão de crédito.

Administradores - Fintechs e bancos como aliados em meio à crise.

Space Money - Cartão de crédito: o futuro do crédito pessoal.

Hoje em Dia - A história do empreendedor da Limite na Hora.

Economia S/A - Cartão de crédito: o futuro do crédito pessoal.

Bonde - Empréstimo no cartão de crédito: como funciona?

Notícias de Empregos - Empréstimo no cartão de crédito é opção com juros baixos e menos burocracia.

Jornal Contabil - Cartão de Crédito: O futuro promissor do crédito pessoal.

Jornal Tribuna - Escape da inadimplência utilizando as opções de crédito disponíveis.

Jornal Tribuna - Concessão de empréstimos para micro e pequenas via limite do cartão de crédito.

Jornal Tribuna - Reviravolta: Empresário supera perda na infância para construir carreira de sucesso.